O Espetáculo > Pernambuco e a Paixão de Cristo

Realizada desde 1968, a Paixão de Cristo de Nova Jerusalém tem projetado o nome de Pernambuco para muito além das suas fronteiras. Em meio século de história, o espetáculo já atraiu mais de 4 milhões de expectadores, muitos deles turistas de outros estados e do exterior que vieram conhecer de perto o maior teatro ao ar livre de mundo e se emocionar com a magnífica encenação do drama da Paixão.

Conhecido em todo o Brasil, o espetáculo ocupa, na Semana Santa, um espaço de destaque nos mais diversos veículos de comunicação. Em todas as notícias, o nome de Pernambuco aparece como berço da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém que ainda hoje inspira o surgimento de apresentações similares pelo País a fora, tanto em capitais, como nos mais distantes rincões das terras brasileiras. O espetáculo pernambucano também é notícia nos grandes veículos de comunicação de outros países como o The New York Times e a BBC, rede de tv britânica que enviou equipe até Fazenda Nova para produzir um amplo documentário sobre a encenação que acontece todos os anos no agreste do nordestino.

Além disso, são investidos mais de R$ 4 milhões na campanha promocional do espetáculo que é financiada por meio da venda de cotas de patrocínio a grandes anunciantes nacionais. Essa campanha inclui a veiculação de anúncios publicitários em TVs, rádios, internet, outdoors, cartazes, jornais e revistas que divulgam a Paixão de Cristo e Pernambuco nos estados do Norte e Nordeste.

Essa divulgação do nome do Estado associado ao evento de Nova Jerusalém geram frutos durante todo o ano para o segmento do turismo e, principalmente, na época da Semana Santa. Nesse período, a rede hoteleira do Recife e de polos turísticos como Porto de Galinhas, Gravatá e Caruaru recebem grande fluxo de visitantes que chegam para assistir ao espetáculo e também para aproveitar as atrações culturais e as belezas naturais de Pernambuco.

Os reflexos do aumento do fluxo de turistas também são sentidos no comércio dos municípios do Agreste, situados no entorno de Nova Jerusalém, como Caruaru, Gravatá, Santa Cruz do Capibaribe e Toritama. No Brejo da Madre de Deus, onde está localizada a cidade-teatro, circulam cerca de 250 mil pessoas durante a temporada. Desse total, cerca de 60 mil vão assistir ao espetáculo. A outra parte é atraída pelos shows realizados no entorno da cidade-teatro e a feira de artesanato e pavilhão de alimentação que funciona próximo ao evento. As estimativas são de que, ao todo, cerca de R$ 200 milhões de reais em negócios sejam gerados em função da realização do espetáculo, incluindo investimentos em mídia, produção, movimento no comércio formal, feira de artesanato, hotéis, pousada e transportes turísticos no estado de Pernambuco.

Redes Sociais